• Entre em contato conosco: +55 (11) 4111-1353
Acompanhe-nos!
image

Teles descumprem metas de qualidade e Anatel impõe novas obrigações

Passados quase três anos da proibição de venda de chips pelas operadoras, a Anatel concluiu que nenhuma delas cumpriu as metas de qualidade impostas. Por essa razão, estabeleceu prazos para que as operadoras Claro, CTBC, Nextel, Oi, Sercomtel, TIM e Vivo atuem para que os resultados dos indicadores de acesso às redes de voz e de dados sejam superiores a 85% e os dos indicadores de queda de voz e de dados sejam inferiores a 5%.

image

Cooperação em tecnologia 5G e M2M une Brasil e Coreia do Sul

Atividades bilaterais em setores como políticas de TIC, governança de internet e tecnologia 5G para telefonia móvel são alguns dos temas que o Brasil e Coreia do Sul vão desenvolver conjuntamente. É o que prevê o memorando de entendimento assinado nesta sexta-feira, 24, entre o ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, e o ministro da Ciência, TIC e Planejamento do país asiático, Yanghee Choi.

image

Setor de telecom investiu R$ 29 bilhões no Brasil em 2014

Dados divulgados nesta terça, 15, pela Associação Brasileira de Telecomunicações (Telebrasil) dão conta de que as operadoras de telefonia fixa, móvel, banda larga e TV por assinatura investiram um total de R$ 29 bilhões no Brasil no ano passado, sem considerar o valor desembolsado para o pagamento de licenças, cerca de R$ 5,6 bilhões. Foram R$ 305 bilhões aportados desde a privatização do setor, em 1998, montante que ultrapassaria R$ 500 bilhões em valores atualizados, segundo cálculos da associação. Os investimentos foram aplicados especialmente para a expansão de infraestrutura, além da oferta de novos serviços e melhoria da qualidade.

image

Reguladores dizem que é preciso estimular expansão do 4G para áreas rurais na AL

As redes móveis de quarta geração (4G) na América Latina por enquanto se concentram nas grandes cidades, mas podem vir a ser uma solução para a conectividade de banda larga no interior, especialmente com a adoção da frequência de 700 MHz, faixa que permite um alcance muito maior que a de 2,6 GHz usada atualmente no Brasil, por exemplo. A utilização do 4G em 700 MHz para essa finalidade deveria ser estimulada nos planos nacionais de banda larga adotados pelos países latino-americanos, sugere o secretário executivo da Citel, Clóvis Baptista. "Há uma dívida com a área rural.

image

O fim da era das incumbents

Os números do balanço anual da Oi, e também os números já divulgados pela Telefônica/Vivo, mostram o rápido declínio dos serviços fixos prestados pelas concessionárias, sobretudo os serviços de telefonia fixa e a banda larga prestada por redes ADSL. É isso que se pode concluir quando se olha a competição na telefonia fixa e Internet no Brasil. E esse é um dos elementos que compõem o cenário da aquisição da GVT pela Telefônica, em uma tentativa de trazer para a incumbent um dinamismo perdido para a competição na última década.